30. Música do mês. Fevereiro. O Homem Perfeito


ou
http://www.youtube.com/watch?v=kT2yt3gQjw8&feature=youtu.be

O Homem Perfeito

eu queria ser perfeito
eu queria não errar
eu não tinha esse direito
uma desculpa não há

e agora não tem jeito
não dá mais pra consertar
mas ainda não aceito
fugir da culpa, não dá

eu queria ser o homem perfeito
podia ter feito tudo melhor do que fiz
eu queria ser o homem perfeito
podia ter feito você muito feliz

eu queria ser perfeito
e continuo inconformado
eu caí no meu conceito
não podia ter errado

não, não tenho perdão!
e essa minha revolta
não vai ter solução 
agora não tem mais volta...

eu queria ser o homem perfeito
podia ter feito tudo melhor do que fiz
eu queria ser o homem perfeito
podia ter feito você muito feliz

Está no ar a nona música do projeto "Uma Palavra Vale Mais Que Mil Imagens"!

Composta por mim há alguns anos atrás, O Homem Perfeito teve arranjos executados com maestria mais uma vez pelo grande músico Yonsen Maia, parceiro de todo o projeto.

Em relação à música em si, acho extremamente difícil descrever a sonoridade através de texto. Melhor ouvi-la através do link acima.

A letra é mais simples do que a maioria das letras do projeto. Mas enxergo nela sua profundidade. 

Mais do que busca pela perfeição, a letra reflete sobre como nos portamos quando as coisas não saem do jeito que esperamos em decorrência de algo que seria nossa responsabilidade.

Sinto que muitas vezes é difícil encontrar o equilíbrio entre a autocrítica necessária e o arrependimento eterno. 

Indignar-se com o próprio "erro" é importante - e só é importante - se essa indignação se revelar o motor propulsor de uma efetiva mudança interna. Ficar lamentando sem parar sobre um erro acontecido, só traz angústia, rancor, mágoa e baixa autoestima. É preciso ter um certo grau de tolerância com nossas falhas e limitações. Elas sempre estarão presentes.

Por outro lado, também não me parece interessante estarmos sempre passando a mão nas próprias cabeças. 

Nesse sentido, vejo como essencial encontrarmos o equilíbrio entre a lamentação improdutiva e o reconhecimento do erro que visa uma evolução.  Pois, mesmo  que se pense que perdemos para sempre a oportunidade de agir de forma diferente naquele momento que já passou, com o tempo perceberemos que se não conseguirmos implementar uma mudança interior real, logo estaremos praticando os mesmos erros novamente, ainda que  com cenários e atores diferentes.

Em "O Homem Perfeito", o personagem da música parece ainda não ter encontrado tal equilíbrio. Por isso, a citação do pensamento de Séneca, narrada na introdução da canção, pensamento este que conheci anos depois de ter composto a música, faz um contraponto meio irônico com o teor da letra... Quase uma piscada de olho.

; )

Espero que quem tem interesse, curta.

Sds,

Hugo

PS: “O homem perfeito, possuidor da virtude, nunca se queixa da fortuna, nunca aceita os acontecimentos de mau humor, pelo contrário, convicto de ser um cidadão do universo, um soldado pronto a tudo, aceita as dificuldades como uma missão que lhes é confiada. Não se revolta ante as desgraças como se elas fossem um mal originado pelo azar, mas como uma 
tarefa de que ele é encarregado”.



Lucius Annaeus Seneca



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POR QUE NÃO TENHO (TANTA) RAIVA DE LULA?

UMA TRAGÉDIA CHAMADA LULA

6. Sexta-feira, Sua Linda