Postagens

INDIRETAS JÁ

Imagem
fonte da foto: http://www.valemaisdf.com.br/not%C3%ADcias/sancionada-lei-do-deputado-ricardo-vale-que-trata-sobre-as-elei%C3%A7%C3%B5es-indiretas-para-cargo-de-governador-e-vice-governador-no-df.html

Por mais que seja bonitinho o povo ser chamado para votar no substituto de Michel Temer diante de uma eventual renúncia, num momento turbulento como este o mais prudente é seguir a Constituição. E a Constituição determina eleição indireta.
Eleição direta neste momento é tentador mas, além de não estar previsto, imaginar um começo de campanha com Lula e Bolsonaro disputando a liderança das pesquisas é assustador. Lula é o centro da polarização odienta cheia de paixão contra e a favor. Bolsonaro é seu antagonista mais histérico, desrespeitoso, aquele que elevaria a tensão ao máximo. A instabilidade que uma campanha dessa traria seria jogar combustível no incêndio.
Que o Congresso escolha um (a) veinho (a) conciliador(a) e sem rabo preso para tocar o barco até as eleições de 2018.
Alguém qu…

MARCO ZERO

Imagem
FONTE DA FOTO: http://www.dgabc.com.br/Noticia/2616525/lula-aecio-e-temer-sao-os-mais-criticados-nas-redes-sociais-apos-lista-de-fachin
Tá veeeendo, que a Lava Jato é apartidária e que não persegue um partido especificamente e sim todos os corruptos???!!!!!
Não te diiiiiiisse, que a corrupção era de todos partidos e que a Lava Jato precisava investir contra todos políticos corruptos para ganhar mais apoio e credibilidade????!!!!
A divulgação do teor da delação dos donos da JBS que atingiu mortalmente os corações do principal político do PMDB e do presidente do PSDB é o marco zero que une as duas narrativas. Em 17 de maio de 2017 as duas narrativas convergiram no mesmo ponto. Ambos estavam certos.
Finalmente a Lava Jato (considerando de forma ampla a investigação como uma instituição, mesmo que um outro membro ainda possa) não pode ser mais acusada de partidarismo. O que é maravilhoso porque tira a capa político partidária dos debates que precisam ser feitos de forma isenta. As pergunta…

POR QUE NÃO TENHO (TANTA) RAIVA DE LULA?

Imagem
Quando era adolescente tinha um panelinha de colegas na minha sala de aula que aprontavam bastante.Mas eram populares entre alunos e professores e eu sentia que uma havia um certo nível de complacência por parte da direção da escola.
Uma das coisas que faziam, era escrever e desenhar no quadro ofensas à obesidade nos momentos que precediam a aula de um professor gordão que tínhamos.
O professor entrava na sala, via os xingamentos, apagava o quadro fazendo vistas grossas pois não sabia quem eram os autores e deixava pra lá.
Eu achava aquilo errado, tinha raiva daquilo, mas ficava na minha.
Um dia, um colega que era mais nerd, mais quieto e que não pertencia à panelinha dos mais populares, foi lá e escreveu ofensas similares, fazendo bulling à obesidade.
Naquele dia porém, o professor foi à sala de aula acompanhado do diretor que, ao ver as ofensas, quis apurar quem era o autor. Os alunos da panelinha logo acusaram o aluno nerd que, de fato naquele dia específico, era o autor dos xinga…

UMA TRAGÉDIA CHAMADA LULA

Imagem
O Brasil vive uma obsessão pela figura de Lula que está acabando com o país.
Essa obsessão se intensificou na campanha de 2014: lulistas e antilulistas previram que se a última eleição presidencial fosse vencida por Dilma, não seria a garantia de 4 anos de mandato, e sim de mais 12 anos de PT, pois certamente com Dilma no poder, seria uma barbada para Lula ganhar em 2018 (e consequentemente 2022).
E assim tivemos a campanha mais intensa, polarizada e de baixo nível da história.
Com a vitória de Dilma, o sistema antilulista histericamente procurou de todo jeito tirá-la do poder e inviabilizar Lula para 2018. Recontagem e votos, boicote no congresso, tentativa de cassar a chapa de Dilma no TSE e o impeachment.
Em relação a Lula começou uma perseguição midiática que culminou com uma das medidas mais absurdas, arbitrárias, sem sentido, e bizarras da vida política brasileira da história: a condução coercitiva de Lula.
A partir daí fomos ladeira abaixo: os lulistas responderam com bizarri…

QUARTO ESCURO

Estávamos num quarto escuro e acendemos a luz. Descobrimos que o quarto está imundo.

a) Há quem pregue que apaguemos a luz. O quarto continuaria imundo, só não veríamos.

b) Há quem pregue que quebremos o piso todo e coloquemos um novo. Mas aos poucos o piso novo ficaria sujo novamente.

c) Acredito que temos que continuar a faxina, criando um sistema de limpeza periódica, envolvendo mais pessoas que possam mostrar sempre rapidamente assim que um cantinho ficar sujo.

A letra a) é a ditadura

A letra b) é o rompimento com os partidos que aí estão apostando na criação de novos

A letra c) é apostar na democracia e nas suas instituições cada vez mais livre e independentes, MP, PF, STF, STJ, TCU, TCE, TCM, CGU, imprensa livre, internet... Ferramentas de controle e transparência.

O quarto não ficar limpo num passe de mágica.

CITADOS NA LAVA JATO

Lula, Aécio, Alckmin, Serra, Temer, Jucá são citados na LAVA JATO.

Ciro Gomes, Marina Silva, João Doria, Jair Bolsonaro ainda não.

2018 começou!

ANTIDOPING

Se no meu bairro há 8 assaltantes e a polícia consegue prender 1 deles, comemoro: opa! Menos um!
Numa corrida de 100 metros rasos, quando um atleta é pego no antidoping, ele é desclassificado e o atleta que chegou imediatamente atrás dele assume seu lugar.
Agora imagine que todos os 8 finalistas correram dopados.
Se a comissão antidoping só punir o primeiro lugar, e o segundo colocado, também dopado, herdar a medalha de ouro, haverá uma injustiça, uma distorção. O raciocínio que abre o presente texto não fará sentido (opa, pelo menos pegaram 1!)
Seguindo nesse exemplo, vamos imaginar:
A substância Y sempre foi proibida para atletas que correm o 100 metros rasos. Apesar disso, seu uso era disseminado e sua presença no sangue dos atletas não era fácil de ser comprovada. Até que em 2014, um novo exame passou a detectar a substância com mais facilidade. Descobriu-se que todos corredores da final dos 100 metros rasos da Olimpíada tinham a substância no seu corpo. E mais: depoimentos de t…