Postagens

UMA TRAGÉDIA CHAMADA LULA

Imagem
O Brasil vive uma obsessão pela figura de Lula que está acabando com o país.
Essa obsessão se intensificou na campanha de 2014: lulistas e antilulistas previram que se a última eleição presidencial fosse vencida por Dilma, não seria a garantia de 4 anos de mandato, e sim de mais 12 anos de PT, pois certamente com Dilma no poder, seria uma barbada para Lula ganhar em 2018 (e consequentemente 2022).
E assim tivemos a campanha mais intensa, polarizada e de baixo nível da história.
Com a vitória de Dilma, o sistema antilulista histericamente procurou de todo jeito tirá-la do poder e inviabilizar Lula para 2018. Recontagem e votos, boicote no congresso, tentativa de cassar a chapa de Dilma no TSE e o impeachment.
Em relação a Lula começou uma perseguição midiática que culminou com uma das medidas mais absurdas, arbitrárias, sem sentido, e bizarras da vida política brasileira da história: a condução coercitiva de Lula.
A partir daí fomos ladeira abaixo: os lulistas responderam com bizarri…

QUARTO ESCURO

Estávamos num quarto escuro e acendemos a luz. Descobrimos que o quarto está imundo.

a) Há quem pregue que apaguemos a luz. O quarto continuaria imundo, só não veríamos.

b) Há quem pregue que quebremos o piso todo e coloquemos um novo. Mas aos poucos o piso novo ficaria sujo novamente.

c) Acredito que temos que continuar a faxina, criando um sistema de limpeza periódica, envolvendo mais pessoas que possam mostrar sempre rapidamente assim que um cantinho ficar sujo.

A letra a) é a ditadura

A letra b) é o rompimento com os partidos que aí estão apostando na criação de novos

A letra c) é apostar na democracia e nas suas instituições cada vez mais livre e independentes, MP, PF, STF, STJ, TCU, TCE, TCM, CGU, imprensa livre, internet... Ferramentas de controle e transparência.

O quarto não ficar limpo num passe de mágica.

CITADOS NA LAVA JATO

Lula, Aécio, Alckmin, Serra, Temer, Jucá são citados na LAVA JATO.

Ciro Gomes, Marina Silva, João Doria, Jair Bolsonaro ainda não.

2018 começou!

ANTIDOPING

Se no meu bairro há 8 assaltantes e a polícia consegue prender 1 deles, comemoro: opa! Menos um!
Numa corrida de 100 metros rasos, quando um atleta é pego no antidoping, ele é desclassificado e o atleta que chegou imediatamente atrás dele assume seu lugar.
Agora imagine que todos os 8 finalistas correram dopados.
Se a comissão antidoping só punir o primeiro lugar, e o segundo colocado, também dopado, herdar a medalha de ouro, haverá uma injustiça, uma distorção. O raciocínio que abre o presente texto não fará sentido (opa, pelo menos pegaram 1!)
Seguindo nesse exemplo, vamos imaginar:
A substância Y sempre foi proibida para atletas que correm o 100 metros rasos. Apesar disso, seu uso era disseminado e sua presença no sangue dos atletas não era fácil de ser comprovada. Até que em 2014, um novo exame passou a detectar a substância com mais facilidade. Descobriu-se que todos corredores da final dos 100 metros rasos da Olimpíada tinham a substância no seu corpo. E mais: depoimentos de t…

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016: Derrota da narrativa do golpe. Vitória da Lava Jato. Onda azul. Será?

Veja o gráfico do desempenho dos partidos da última eleição municipal para essa última de 2016:
http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2016/blog/eleicao-2016-em-numeros/post/psdb-e-psd-crescem-em-n-de-prefeituras-pt-encolhe.html
Baseado nele, algumas observações:
Esqueçam o PT, PSDB e PMDB por um momento.
Sobre o posicionamento em relação ao impeachment:
Muitas análises estão afirmando que a narrativa do golpe não colou, ou que o povo nas urnas referendou o impeachment. Mas vejam só:
Três partidos (além o PT) se destacaram contra o impeachment de Dilma, todos de esquerda: PDT, PC do B e PSOL: ambos cresceram nessas eleições em número de prefeituras, de forma bastante razoável: PDT, +10%, PC do B, +56%, e o PSOL que subiu de 1 para 2 prefeituras conquistadas.
Por outro lado, outros três partidos enfáticos na defesa do impeachment, caíram um pouco: PSB, - 4,6%; DEM, -4% e PPS, -3,3%.
Diante disso, seria correto afirmar que os votos desta eleição referendaram o impeachment como alguns ten…

A PRISÃO (último capítulo)

Capítulo 1
Era um domingo, onze horas da noite e Fernanda decidiu se recolher. Com o casal de filhos desfrutando do sono já há uma hora, ela, que era acostumada a dormir cedo, tinha chegado no horário limite para que pudesse acordar às sete bem disposta. Como era habitual, ela iria se deitar sozinha naquele finalzinho de fim de semana. Cristiano era notívago desde que se conheceram e ainda estava a toda naquele momento, trabalhando no seu notebook sem nem pensar em ir para cama. Essa sempre foi uma luta dela: insistir para que fossem dormir juntos no mesmo instante. Apesar de frequentemente conseguir seu intento, no último mês tinha desistido de insistir. Cristiano estava particularmente estressado e preocupado com o trabalho e não queria dividir com ela os motivos de sua inquietação. O que lhe causava certo estranhamento, pois depois de passarem por alguns momento difíceis, nos últimos dois anos estavam tirando proveito dos frutos que o sucesso profissional do marido vinha lhes propor…